Estudo realizado nos Estados Unidos mostra quais vidros manter abertos para minimizar possibilidade de contágio

A pandemia da covid-19 já dura quase um ano no Brasil e todo mundo já está conhece as regras mais básicas para evitar o contágio do novo coronavírus: manter o distanciamento social, usar a máscara de maneira adequada, desinfetar as superfícies de contato com álcool em gel e lavar as mãos com frequência, principalmente antes de tocar no rosto e nos olhos.

Mas há um estudo da Universidade de Brown, nos Estados Unidos, revelou que existem medidas que reduzem o risco de contágio da covid-19 ao viajar de carro, caso haja a necessidade de viajar acompanhado.

A partir de complexas simulações computadorizadas de dinâmica de fluidos, os pesquisadores Varghese Mathai, Asimanshu Das, Jeffrey Bailey e Kenneth Breuer estudaram como os aerossóis (que podem estar contaminados com o vírus) que expelimos enquanto respiramos se movimentam dentro da cabine de um carro, bem como esses fluxos variam com as combinações de janelas abertas ou fechadas durante o trajeto.