Capa de chuva para o carro

Saiba qual a mais adequada para seu carro

capa de chuva para o carro
Com uma grande oferta de marcas e modelos, as capas automotivas devem ser escolhidas e utilizadas com critérios.

Para quem vai deixar o carro parado por dias na garagem ou só dirige aos fins de semana, não há dúvida: a melhor maneira de conservar o veículo é cobrí-lo com uma boa capa. Afinal, não há nada pior para a pintura do que o acúmulo de poeira, água ou fezes de pássaros

São centenas de opções no mercado: há aquelas com proteção contra raios UV (ultravioleta), com e sem forro, permeável e impermeável, que reflete a luz solar, de tecido, lycra, vinil, neoprene, couro sintético, TNT (tecido não tecido) com ou sem cadeado, dispositivo de ventilação etc. Todas com diversos tamanhos, sendo as mais comuns Pequeno, Médio e Grande. “Para cada uso há uma indicação, assim é preciso saber qual a finalidade”, afirma José Antonio Veríssimo, sócio da Jaguarauto, oficina especializada em funilaria e pintura. comenta que é preciso ter critérios, pois o uso inapropriado de capas podem até mesmo danificar a pintura.

Para ele, em muitos casos o uso de capas é até mesmo dispensável, pois atualmente os processos de pintura automotiva são de excelente qualidade. “Recomendo a cristalização da pintura, que pode ser feita uma vez por ano”, afirma Veríssimo.

Critérios

Entre os critérios citados por Veríssimo, o primeiro é utilizar a capa de acordo com as especificações do fabricante. “Porém, independente do tipo, é preciso sempre lembrar de usar com o veículo limpo, pois se estiver sujo a poeira pode riscar a pintura ao retirar a capa”, explica.

Outra dica do especialista é dar preferência para capas com forração e sempre ter certeza de que o carro está seco ao cobri-lo. “Se não estiver bem seco ou houver infiltração de água pode manchar a pintura”, diz Veríssimo. Outra recomendação é nunca cobrir o carro com motor ou lataria aquecida, para evitar possível formação de umidade na parte interna proveniente do resfriamento.

capa de chuva para o carro

Garagem sem cobertura

Para quem não tem garagem coberta, o melhor é usar as impermeáveis, com proteção UV e forração interna. “São mais caras, e mesmo assim é preciso verificar periodicamente se não há infiltração ou umidade interna”, diz Verissimo. Neste caso, um dos itens mais importantes é a proteção UV, um banho químico que “impermeabiliza” a capa contra raios UV.

Garagem coberta

Os donos de garagens cobertas não precisam se preocupar com a impermeabilidade. Ainda assim, é preciso ter cuidado, pois não é recomendado o uso de capas que não absorvam umidade. O tecido permeável só é recomendado para quem possui garagem fechada, e não costumam agredir menos a pintura por conta de sua maleabilidade.

Vagas compartilhadas

Se você deixa seu carro em estacionamento público ou mora em um condomínio, há as opções de capas com cadeado. Mas não vá achando que elas servem para proteger o seu carro de furtos. Na verdade, elas são boas opções para quem possui modelos clássicos ou raros, já que evitam que curiosos tentem espiar o que há por baixo.

No uso prolongado, a recomendação é verificar regularmente se a capa não sofreu nenhum tipo de avaria e se não há formação de umidade na parte interna. Retirar a capa semanalmente para que haja a renovação do ar também é importante

Para colocar a capa: é importante retirar antena e acessórios, além de o carro estar limpo, seco e frio. Deve-se desdobrar a capa sobre o veículo, longitudinalmente, ao centro, de forma que a parte interna fique para cima. Depois é só desfazer as dobras, até envolver o para-choque.

Para retirar a capa: retire o excesso de poeira e demais substâncias sobre a capa. Pode-se lavar a capa com água, porém é preciso esperar secar antes de iniciar o processo de retirada. Deve-se dobrá-la tal como quando foi aberta, das pontas para o centro. É iImportante que a parte interna não encoste na externa.

Assuntos relacionados:
Capa de chuva para o carro, capa de chuva, cuidados com o carro, conservação do carro