Conheça os cuidados essenciais para prevenir danos no seu carro e acidentes

A manutenção preventiva trata-se de uma vigilância constante do seu veículo. Você deve checar o funcionamento das partes e sistemas com um certo intervalo. O objetivo é prevenir problemas futuros maiores. Também são importantes para garantir mais segurança na estrada. Conheça os principais cuidados para manutenção preventiva de danos e acidentes em carros de passeio.

Cuidados Periódicos para uma boa manutenção preventiva

Se adquiriu um carro novo, o ideal é seguir o tempo de revisões estipulado pela montadora do seu veículo. Mas, independentemente disso, é necessário ter uma rotina de revisões periódicas para manutenção preventiva de problemas. Geralmente, o manual do automóvel contém dicas de intervalos para a realização de manutenção mecânica. Segui-lo pode ajudar bastante na prevenção de danos ao veículo e acidentes decorrentes de falhas na segurança. Veja quais itens verificar regularmente para prevenir os problemas mais comuns.

Lembre-se de trocar o óleo e o filtro de óleo

Atente-se aos intervalos de tempo que o manual do seu carro indica. Siga esta orientação para a realização da troca do óleo e do seu filtro.

A importância do sistema elétrico e iluminação

As luzes do seu carro são importantes para a segurança nas estradas. Assim, verifique sempre faróis, setas, luzes de freio e ré. Sempre que possível, peça para alguém verificar as luzes traseiras. Pois pode ser difícil você perceber enquanto dirige. Assim, evitará que esse problema que te cause acidentes.

Substitua filtros de ar do motor e da cabine

A substituição dos filtros de ar do motor e da cabine deve ser feita a cada 10.000 km rodados. Exceto se houver outra orientação no manual.

Calibre sempre e faça a troca ou rodízio de pneus

A cada parada no posto de gasolina, faça a calibragem para manter a correta pressão nos pneus e evitar rupturas. Pois elas podem levar a acidentes. De tempos em tempos, veja também se é necessário trocá-los ou fazer um rodízio para igual desgaste. E ainda se precisam de alinhamento e/ou balanceamento.

Cuidado com pastilhas de freio deterioradas

O desgaste das pastilhas de freio pode causar sérios acidentes. Portanto, a cada 10.000 km rodados, veja se há necessidade de trocá-las. Isso pode evitar danos aos discos de freio, que são peças mais caras de serem trocadas.

Fique sempre de olho na suspensão

Amortecedores, buchas, molas e batentes devem ser verificados a cada 15.000 km rodados do carro. Ainda que não seja necessária a troca completa, esses itens podem precisar de apertos ou ajustes para continuarem funcionando corretamente.

Troque regularmente o fluido de freios e aditivo do radiador

A recomendação geral é que seja feita a troca do fluido de freios e do aditivo do radiador a cada dois anos. Mas esse intervalo pode diminuir se houver vazamento ou maior desgaste.

Manutenção necessária da correia dentada do motor e periféricos

Tanto a correia dentada do motor quanto tensionadores e esticadores devem ser alvo de atenção periódica. Quando o material é a borracha, a manutenção dessas peças deve ser aproximadamente a cada 50.000 km rodados.

Lembre-se sempre de checar o nível do óleo

Apesar de ter uma recomendação do fabricante para revisão, ele pode sofrer vazamentos ou ter outros danos. Portanto, veja você mesmo o nível do óleo sempre que lembrar. Além do nível, atente-se à sua coloração. Ela pode ser diferente se o óleo estiver queimando ou houver partículas sólidas pelo desgaste do motor.